Notícias


08/05/2020

Palavra Fraterna – Monsenhor Danival


A ORAÇÃO CONJUGAL E FAMILIAR

 

            Desde quando começou o isolamento social por causa da pandemia do COVID-19 em nosso país, nossas famílias têm vivido uma experiência muito particular de fazer de sua casa a igreja doméstica. Aproveitemos deste tempo para redescobrir o valor da oração em família, especialmente a oração conjugal.

 

            Ao falar de oração familiar e conjugal devemos compreender que é na família que se transmite os valores da nossa fé. O primeiro valor a ser transmitido é o da oração, pois no diálogo íntimo e amigável com Deus, reconhecemos o valor da vida. Através da oração é que se aprende o que significa amar a Deus sobre todas as coisas. Não se ensina a viver o primeiro mandamento se não há tempo pra Deus.

 

            A vida espiritual é garantia de harmonia e de paz na família. A oração conjugal fortalece o casal na fé para nunca perderam a consciência de que a união deles é sagrada e foi selada diante de Deus. O casal tem que encontrar tempo para rezar juntos, dialogar juntos com Deus, partilhando as suas dificuldades. Às vezes falta o diálogo entre o casal. Pois bem, o diálogo deve ser também a três, ou seja, entre o esposo, a esposa e Deus, pois a aliança conjugal, assumida no sacramento do matrimônio, foi selada no amor de Cristo que os uniu. Não basta se casar diante de Deus, é necessário viver a comunhão com Deus, especialmente através da oração.

            Além da oração conjugal, é necessário cultivar a oração familiar, isto é, rezar com os filhos e outros membros da família. Neste tempo de isolamento social, as famílias têm tido a oportunidade de redescobrir o valor de se rezar em família, especialmente a oração do terço, a escuta e partilha da Palavra de Deus, a participação das missas transmitidas pelos meios de comunicação social. A vida espiritual em família exige disciplina através da oração.

 

            Portanto, saibamos cultivar um tempo para Deus, fazendo de nossa casa a igreja doméstica. O valor da oração está na comunhão que criamos com Deus para nunca duvidarmos de sua presença, especialmente nos momentos difíceis e de provações. Deus está sempre conosco, mas sentimos sua presença se permanecemos também com Ele. O que qualifica a nossa oração é o amor com que nos colocamos na presença e no diálogo com Deus, pois o modo como a gente reza revela também a qualidade de nossa fé.

Mons. Danival Milagres Coelho - Pároco