Notícias


25/05/2019

Aprofundando a Palavra


 

Mensagem do 6º Domingo da Páscoa

 

“O Espírito Santo vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito” (cf. Jo 14, 26)

 

            Neste tempo pascal, celebramos a presença do ressuscitado em nossa vida. No discurso de despedida, após a última ceia, Jesus prometeu  fazer morada na vida de quem guardar e observar a sua Palavra. Eis o convite a vivermos na intimidade com o Senhor, testemunhando o seu amor por nós e correspondendo a este amor através da observância da sua Palavra.

 

            De fato, quem ama Jesus Cristo, guarda a sua Palavra e se deixa guiar pelo Espírito Santo que haverá de nos ensinar e nos fará recordar tudo o que Ele nos disse (cf. Jo 14, 26). Assim, Jesus prepara os discípulos para enfrentarem a sua Paixão, na ceterza de sua vitória.

 

            Por isso, Jesus pacifica o coração dos discípulos, dando-lhes a paz, que não se trata de ausência de conflitos, mas de harmonia interior, própria de quem vive na presença e na intimidade com Deus. E acrescenta:  “não se pertube nem se intimide o vosso coração. Ouviste o que vos disse: ‘vou, mas voltarei a vós’” (Jo 14, 17-28). Sua ressurreição é garantia de sua presença permanente conosco através do seu Espírito, o consolador.

 

            Neste sentido, constata-se a presença iluminadora do Espírito Santo na vida da Igreja, conforme o testemunho dos apóstolos reunidos em Jerusalém (cf. 1a leitura). Nesta assembleia, foi tomada a decisão de não exigir dos pagãos a prática da circuncisão (cf. 1a leitura). Eis um exemplo de como a Igreja vive a sua missão, superando os desafios e as dificuldades na colegialidade e na docilidade ao Espírito Santo.

 

            Por fim, somos chamados, como Igreja, a participar da Jerusalém celeste, na qual o Templo não é mais um espaço físico, mas é o próprio Senhor; e a glória de Deus é a sua luz e a sua lâmpada é o cordeiro (cf. 2a leitura). Caminhemos com fé e esperança rumo à Jerusalém celeste, ao Reino definitivo, iluminados pela vida de Jesus, o vivente, que permanece conosco pela ação do seu Espírito.

 

Pe. Danival Milagres Coelho