Notícias


26/01/2019

Aprofundando a Palavra - Mensagem do 3º Domingo do Tempo Comum


 

“Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura” (Lc 4,21) 

A liturgia de hoje nos convida a ouvir atentamente a Palavra de Deus, impregnando-nos dela, a fim de que ela realize em nossa vida o fruto esperado, isto é, a comunhão com Cristo e com os irmãos.

Na 1a leitura, contemplamos a promulgação da Lei feita por Esdras. O povo respondeu à Palavra de Deus, dizendo “Amém”, inclinando-se e prostrando-se diante do Senhor com o rosto em terra (cf. Ne 8,6). No final, o povo foi convidado a se alegrar por ser um dia consagrado ao Senhor Deus e a festejar em suas casas, comendo carnes gordas e tomando bebidas doces. Além disso, deveriam também repartir com aqueles que nada prepararam especialmente os pobres (cf. Ne 8, 9.10), para que a festa fosse completa.

No Evangelho, Lucas nos esclarece o objetivo de sua catequese que consiste em dar aos que amam a Deus (teófilo= amigo de Deus) a solidez dos ensinamentos que receberam. Em seguida, narra o episódio acontecido na Sinagoga de Nazaré, quando Jesus leu o Profeta Isaias – “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa-nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos e para proclamar um ano da graça do Senhor” (Lc 4,18-19; cf. Is 61,1-2) – e disse: “hoje se cumpriu esta passagem que acabastes de ouvir” (Lc 4,21).

Este episódio tem valor programático. De fato, Jesus cumpre as Escrituras, revelando-se como o verdadeiro Messias (ungido) através de palavras e gestos, testemunhando o Reino de Deus e o tempo do verdadeiro messias, o esperado por Israel.

Por fim, como membros de Cristo pelo Batismo, formamos um só corpo e bebemos de um único Espírito (cf. 2a leitura) que nos une como irmãos e nos faz participantes da mesma missão de Jesus. Participemos de sua missão, no compromisso de anunciar a sua Palavra, testemunhando o seu amor no mundo, especiamente na vida dos afastados, a fim de que, em suas vidas, ainda hoje se cumpra a Palavra do Senhor que acabamos de ouvir.

Pe. Danival Milagres Coelho