Notícias


08/05/2019

Uma partilha de dons em prol da comunidade


Quando a Obra dos Tabernáculos foi criada pelo Cônego Mário Quintão, há mais de 60 anos, na época vigário do Santuário de Nossa Senhora da Piedade, a finalidade era para confeccionar e consertar as alfaias, batinas, estolas, enfim, os paramentos utilizados nas missas pelos padres. Tudo era preparado e bordado à mão e os trabalhos eram voltados exclusivamente para a igreja. Com a evolução dos tempos, a indústria passou a fazer isso com perfeição, e por ser um trabalho muito demorado, diminuiu consideravelmente o número de pessoas que faziam esse tipo de serviço. Sua primeira presidente, que ficou à frente dos trabalhos por mais de quatro décadas, foi a tão conhecida Sinhá Miranda, do Apostolado da Oração.

A realidade na Obra dos Tabernáculos nos dias atuais é outra, pois desenvolve um trabalho muito voltado para o social. São senhoras que se reúnem para fazer bordados, tricô, crochê e outros trabalhos artesanais. Cada integrante faz aquilo que sabe, aproveitando tecidos, linhas e lã que ganham. As peças produzidas por essas mãos voluntárias são comercializadas durante todo o ano e os recursos arrecadados revertidos para trabalhos sociais da paróquia.

 

As senhoras se encontram todas as quintas-feiras, às 14h na sala São Paulo Apóstolo do Edifício Pietá. O importante é que as pessoas contribuam de alguma forma para o bem-estar da comunidade.  Com a renda que conseguem com a venda dos produtos e de eventos que promovem, ajudam a igreja, mas principalmente pessoas carentes.

 

E você pode ajudar a Obra dos Tabernáculo adquirindo as peças artesanais produzidas pelos grupos no bazar todas as quintas-feiras, a partir das 14h, na Sala São Paulo Apóstolo.