Notícias


09/05/2018

À minha mãe, com carinho


 

 

 

O mês de maio reveste-se de um espírito muito particular em nossa Igreja: a beleza da valorização da mulher. Tradicionalmente, é o mês dedicado a Maria, a Mãe de Jesus, tempo marcado pelas coroações, terços e ofícios marianos. Além disso, a existência do “Dia das Mães”, no segundo domingo do mês, é uma oportunidade muito especial para valorizarmos aquelas que, cumprindo os desígnios de Deus, auxiliam-No de algum modo na eterna criação da humanidade.

 

Nas palavras de Cora Coralina, a mãe é “renovadora e reveladora do mundo, e a humanidade se renova no seu ventre”. Fato que ultrapassa a simples concepção, geração e educação dos filhos, ser mãe – hoje, mais do que nunca – é dar testemunho de amor e lealdade a princípios dos quais não se pode abrir mão, como a honestidade, o respeito e a gratuidade da entrega em favor do bem do próximo.

 

Não se pode desconsiderar que o Dia das Mães, em 2018, cai no dia 13 de maio, dedicado às comemorações de Nossa Senhora de Fátima (dia da primeira das aparições da Virgem Maria aos três pastorinhos, em 1917). O fato de louvar a Mãe da Igreja e de toda a cristandade no mesmo dia em que o Brasil e o mundo olham de modo mais grato para todas as mães é ocasião especial para pedirmos a proteção de Maria sobre todas aquelas mulheres que, como ela, doam inteiramente suas vidas para dar a Vida aos seus.

 

À minha mãe, com carinho.

 

José Mário Santana Barbosa