Notícias


10/03/2018

Carta aos cristãos Leigos e Leigas da Arquidiocese de Mariana


 

 

 

Refletindo o tema "O cuidado com a saúde integral dos presbíteros e diáconos", 183 padres e diáconos da Arquidiocese de Mariana estiveram reunidos no XXVIII Encontro de Presbíteros e Diáconos, no Retiro das Rosas, em Cachoeira do Campo, até essa quinta-feira (8). O encontro teve a assessoria do doutor em psicologia, Willian César Castilho Pereira, que refletiu sobre questões importantes a respeito da vida e do exercício do ministério dos presbíteros e diáconos.

 

Leia a carta dos presbíteros, diáconos e arcebispo aos cristãos Leigos e Leigas da Arquidiocese de Mariana.
 

Carta aos cristãos Leigos e Leigas da Arquidiocese de Mariana:
 

Nós, diáconos, presbíteros e Arcebispo, que formamos o clero da Igreja Particular de Mariana, reunidos em Cachoeira do Campo, nos dias 5 a 8 de março de 2018, para o nosso 28º Encontro Arquidiocesano, nos dirigimos aos estimados fiéis leigas e leigos de nossa querida Arquidiocese. E o fazemos com muita alegria, carinho e esperança, cumprimentando-os especialmente por ocasião do Ano Nacional do Laicato, e em sintonia com o 2º Seminário do Laicato, nos dias 9, 10 e 11 de março, em Carandaí.

 

Que o Ano do Laicato nos ajude a compreender cada vez melhor a grandeza da nossa vocação comum e da nossa missão na Igreja e na Sociedade. Queremos também tomar sempre mais consciência de que o que nos une é infinitamente maior do que aquilo que nos distingue. Somos todos filhas e filhos de um Deus que é Pai e nos ama com ternura de Mãe. Temos a mesma fé, recebemos o mesmo batismo; formamos, unidos pelo mesmo Espírito, a Igreja de Jesus Cristo. Temos sonhos comuns e assumimos juntos o compromisso de tornar realidade o Reino de Deus. Isso tudo nos torna iguais na dignidade e na corresponsabilidade.

 

O que nos distingue é a função que exercemos. A missão é a mesma; as funções é que são diversas. Isso não é problema. Pelo contrário, é uma riqueza inestimável. A beleza da Criação está na sua infinita diversidade. São Paulo nos ajuda a entender isso quando compara a Igreja com o corpo (cf. Rm 12 e 1Cor 12). Jesus, após a sua Ascensão ao céu, continua presente e agindo em nosso meio. Mas já não tem um corpo físico. Assim, ele olha as pessoas com nossos olhos, ouve com nossos ouvidos, abraça com nossos braços, visita com nossos pés, ama com o nosso coração. Somos o Corpo que Ele escolheu para continuar sua missão de evangelizar, curar, acolher, ensinar, perdoar, promover, salvar.

 

Para isso, o Espírito Santo, alma da Igreja, derrama diferentes dons, concede os carismas e suscita os ministérios. “A cada um é dado o dom... para a utilidade de todos” (1Cor 12,7).

 

Essa riqueza é palpável em nossa Igreja Particular de Mariana. Nos vários ministérios, nas coordenações, conselhos, pastorais, serviços – reconhecidos ou não –, nos movimentos eclesiais e sociais, nos grupos de reflexão, nas celebrações e inúmeras outras expressões podemos experimentar a vitalidade, a doação, a fé ardorosa de tanta gente querida.

 

Somos imensamente gratos a vocês, irmãos leigos e leigas. Isso nos edifica, nos motiva e nos anima.

 

Reconhecemos que, muitas vezes, não demos ao laicato seu devido valor. Não investimos suficientemente na formação dos leigos e leigas. Por vezes, deixamos de oferecer o apoio financeiro e logístico necessário para as iniciativas e os compromissos que assumem. Às vezes nos aproveitamos de uma melhor formação acadêmica ou da função que exercemos, passando a impressão de que somos mais ou podemos mais. Pedimos perdão por nossas tantas faltas.

 

Porém, podem acreditar: nós os amamos, queremos sempre confiar em vocês e, sobretudo, trabalhar em profunda comunhão, entendendo que essa comunhão é de mão dupla, e reconhecendo que a Pessoa de Jesus Cristo e o Projeto do Reino estão muito acima de nossas limitações.

 

Deus abençoe vocês nessa missão sublime de ser fermento na massa, sal da terra e luz do mundo, como “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”. Que a Sagrada Família lhes seja exemplo e força nas lidas da vida.

 

Aproveitamos a oportunidade para celebrar com vocês, neste 8 de março, o “Dia Internacional da Mulher”, e trazer nosso abraço carinhoso a todas as mulheres que tornam a nossa Igreja mais materna, cuidadora e profética.

 
Cachoeira do Campo, 8 de março de 2018.

 

Fonte: Arquidiocese de Mariana, 10/03/2018